Publicado por: Autor | 22/10/2009

Um Minuto de Reflexão

Em novembro de 2007, mais precisamente no dia nove, um jovem e exemplar policial da Core formado em Direito e com diversos cursos de aperfeiçoamento no currículo, tombou na guerra contra a violência no Rio. Eduardo Demoro da Cunha Mattos, ou como era conhecido entre os amigos, Dudu Demoro, foi assassinado por bandidos que atiraram no helicóptero da Polícia Civil enquanto sobrevoava o Morro do Alemão durante uma operação policial. Fato parecido ocorreu agora, porém com consequências bem mais graves. Durante operação no Morro dos Macacos, em Vila Isabel um helicóptero da PM foi atingido por traficantes explodindo logo após o pouso. Três policiais morreram: os soldados Marcos Stadler Macedo, Edney Canazaro de Oliveira e o cabo Izo Gomes Patrício.

Um mês após a morte de Eduardo Demoro uma manifestação marcou a data: Mão Amiga para o Cidadão de Bem. “Sociedade e polícia juntas por um Rio melhor”, dizia o folheto. Na ocasião Cleyde apoiou, incentivou e compareceu a manifestação.

   

” Qualidade de vida é ter o direito de ir e vir preservado, com segurança. Jogar pedra na polícia não resolve “, disse Cleyde em entrevista ao jornal O Globo em 05/12/2007. Sábias palavras !

Realmente jogar pedra na polícia não nos levará a lugar nenhum. Existe um número sem fim de policiais honestos, dedicados, que acreditam na missão de servir e proteger, de preservar a ordem pública. Policiais que ganham salários que na verdade deveriam ser chamados de “ajuda de custo”. Ganham mal, arriscam a vida diariamente e são mal treinados.  A população, não só a do Rio, assistiu passiva a degradação da cidade, da polícia, da segurança, da saúde e da educação. Anos de descaso dos governantes e permissividade por parte da sociedade. Permissividade, sim, pois cabe a nós fiscalizarmos, cobrarmos quem colocamos nas posições de comando. O atual comandante da PM, Coronel Mário Sérgio de Brito Duarte assumiu o posto em 8 de julho de 2009, pouco mais de 3 meses. Tempo mínimo para alguém colocar em ordem uma casa em desordem há muito tempo. 

Cleyde acreditava que somente com o apoio, a união da sociedade com a polícia poderíamos de fato ter resultados positivos no combate à violência. Ela, mesmo sendo vítima do despreparo policial que matou sua única filha, Gabriela, jamais “atirou pedra” na polícia. Muito pelo contrário: tinha vários amigos policiais, tanto na Civil quanto na PM e o respeito e reconhecimento de muitos. Repudiava policiais corruptos e cobrava das autoridades para que estes não ficassem impunes. O Comandante é um homem que sabe reconhecer erros, como agora no recente e escandaloso caso dos policiais, cabo Marcos de Oliveira Salles e o Capitão Denis Leonard Nogueira Bizarro,  que além de não prestarem socorro ao coordenador de projetos sociais do Grupo Afroreggae, Evandro João Silva, baleado durante assalto no Centro, ficaram com o produto do roubo e deixaram livres os assassinos de Evandro.

Palavras do coronel no dia de hoje ao O Globo: “É imperativo pedir desculpas à sociedade. A PM errou e nestes casos temos que cortar na própria carne. Não podemos dar as costas aos nossos erros.”

Nesse momento sejamos um pouco como Cleyde: serenos, ponderados, firmes mas acima de tudo, justos !

Anúncios

Responses

  1. ótimo post, pessoal
    Eu lembro dessa tragédia do Dudu e da manifestação até hoje. É uma vergonha que nossas autoridades sejam tao incompetentes.

  2. Emocionante postagem, ponderada e como disse, equilibrada. Precisamos ver as coisas como elas são.

  3. É uma pena sim, Gustavo, mas não podemos nos esquecer que temos parte nesse tumulto todo.
    bjs !


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: